Noivas: com ou sem chuva de arroz!

31/mai/2012 por Gabriela Lenzi em Gabriela Lenzi, Noivas - 1 Comentário

Ao assistir o vídeo de casamento dos pais de meu amigo Gabriele Gentili, com o qual fui presenteada e tenho a honra de apresentar-lhes como o vídeo Noivas de Gabriela Lenzi, meu pensamento voou em direção ao mundo das noivas, de ontem, do hoje e do amanhã.  O que esperam as noivas?

Minha Nonna é casada há  58 anos. Gosto de ouvi-la contando da época do namoro, do noivado, do dia do casamento e do dia após o casamento.  Gosto de ouvir, porque acredito que nem mesmo ela tem noção do quão puro e genuíno possa ter sido este momento. Gosto de saber como foi feito seu vestido, onde compraram o tecido e qual a dificuldade para isso, quem costurou, onde conseguiram o adorno de cabeça… Com certeza a indumentária era simples, mas quando ela conta sobre os detalhes do seu vestido de noiva e dos adornos, os seus olhos ainda brilham. Quando a questionei sobre o que esperava ela do casamento, a resposta não poderia ser mais bonita: – “Eu sofri muito nos primeiros tempos, penso até hoje que poderia ter voltado a casa dos meus pais…”    - “e por que não voltou?” Indaguei já com uma pista da resposta.  –“Porque eu o amava, só por amor, só por isso.”  Só por amor.

E as noivas de hoje? Nós mulheres do agora, independentes, fortes, determinadas, objetivas, provedoras, nem precisaríamos mais nos casar e seriamos felizes… Será? Em parte sim, pelo menos foi nisso que acreditei até pouco tempo, mas como nenhuma certeza é saudável, resolvi sem muita intromissão, analisar o que as amigas contavam, o que estranhas comentavam e principalmente observar as redes sociais de garotas solteiras e também das comprometidas. O fato é que por mais ‘duronas’ que possamos parecer, nossos corações se derretem feito manteiga quando fotos de casamento aparecem no feed de notícias do Facebook. Percebo pelas amigas solteiras, que desejam não só um casamento, mas muito mais uma relação que sirva para complementar e contribuir com a sua felicidade. Eu diria que devido nossa exigência e por nos sentirmos já completas, encontrar alguém que valha a pena dividir a cama e a pia do banheiro se torna cada dia mais complexo, mas não menos desejado. Falo das mulheres de forma específica, pois nascemos noivas. Levante o dedo quem nunca brincou ou sonhou com o dia do casamento? Por mais diferente que possa ser o seu sonho ele existiu: “ah, quero me casar de vestido curto e vermelho” ou “ gostaria de uma cerimônia simples no campo” ou “desejo um vestido amplo, branco, cheio de tules e cetim”. Entendeu? É  disso que estou falando.

Como ainda não conhecemos as noivas que virão, me atrevo a dizer que elas desejarão o mesmo que nós e o mesmo que nossas avós e mães desejaram: Amar e serem amadas! Quanto ao vestido, as casquetes, os adornos, o buquet, o bolo, os convites, os bem casados, as flores (ufa, quanta coisa)… Tudo isso é importante sim, pois cria o cenário perfeito para o dia em que você sonha desde que era pequena e  adorna o momento em que você está em festa por ter encontrado a pessoa certa. No entanto, cada um encontra beleza e felicidade de maneiras diferentes, o importante é encontrá-la e não ter medo de vive-la, com ou sem chuva de arroz.

1 Comentário

  1. Anne Dias disse:

    Oi linda, conheci seu site através do ‘Feminices’ e como era de se esperar, ADOREI! Parabéns pelo seu trabalho, você é muito criativa e competente, mas acho que já sabe disso… Bjos :)

Deixe o seu comentário!